sábado, 12 de janeiro de 2013

Primeiro encontro - Conto Erótico


Conversamos pelo MSN e ficamos loucos. Você dizendo que estava melada. E que estava pensando em um monte de coisas gostosas.
Marcamos no shopping. Ao te ver, fiquei muito excitado. Fomos em direção ao carro e já no meio do caminho, você me disse sobre sua vontade de usar um vestido, sem calcinha. Para me encontrar com ela toda lambuzada. Hummmm seria delicioso.
Fomos para o nosso cantinho do namoro. Chegando lá, nada nos impediu. Nem o segurança, nem os carros com seus namoricos e as pessoas que passavam por ali.
A vontade de provar seu néctar era imensurável. Começamos a nos beijar e fiquei louco. Você me disse que ela estava toda melada. Não pude deixar de conferir.
Abri o ziper e o botão de sua calça e meti a mão por cima da calcinha e senti sua bucetinha totalmente úmida e melada. O Segurança ali próximo, meio que percebendo a movimentação. Você incontrolável, se contorcia de prazer, puxando meu braço para que eu enfiasse meu dedo dentro de sua bucetinha…… hummmm vc me deixa louco sabia? Senti sua buceta super molhada!
Pedi para você ficar quieta. Disse “não se mexa. fique com as mãos paradas. o máximo que você pode fazer é gemer”. E foi o que você fez. Você abriu as pernas, enfiei minha mão dentro de sua calcinha e comecei a massagear seu grelinho….. hummm que delicia…. Sentia pelos seus olhos, que você queria ser penetrada. Quando meti meu dedo em sua buceta você foi ao delírio. Que tesuda!
Você começou a se contorcer. Começou a me olhar com uma cara de puta safada. Que delicia! Minha puta! Minha safada!
Eu tinha que provar do seu néctar. Levei a mão até minha boca e chupei meu dedo. Hummmmm que delicia!!! Estou viciado em você!
Voltei a levar minha mão em sua bucetinha e logo você gozou deliciosamente. Hummmmm. Delícia!
Você fechou o ziper de sua calça… e nem esperei e já fui abrindo o ziper da minha para soltá-lo da prisão!
Vai que me surge um pau duro e melado… de dentro da calça. Vi seu olhar… Você meteu a mão nele… Começou a fazer um vai-e-vem delicioso… e não resistiu. Ficou com um tesão incontrolável e me perguntou “quero chupar”. Eu disse “Claro… ele é todo seu”.
Enquanto você me chupava… observava aquela boca deliciosa… subindo e descendo… hummm que tesão delicioso.
Não demorou muito…. e já estava quase gozando. Você tinha pedido para te avisar. Quando te avisei, você começou a tocar uma punheta deliciosa… e não demorou muito e gozei! Ahhhhhhh que gozada. E eu fiquei louco como a forma que você o segurou e conteve meu mel em sua mão.
Foi uma delícia! Você não tem idéia!
Estou louco por você!
Penso em você todos os dias! No banho, no sofá, na cama, no carro, na barca, no trabalho…. esteja onde estiver, penso em você!

Reações: