sábado, 12 de janeiro de 2013

Sexo com picolé - Conto Erótico




Estava num salão de beleza com uma amiga, estava lotado, então começamos a folhear revistas e numa destas achei um assunto bem interessante: Sexo Oral. Dava muitas dicas interessantes, mas uma em especial me chamou atenção, sugeria fazer com picolé.
Fiquei bastante curiosa... Será que seria gostoso?
Quando cheguei em casa, tratei de ir a padaria mais próxima e comprei um (aqueles em formato cilíndrico da Kibon, de fruta, sabor morango), abri e comecei a chupar ainda na rua e só me vinha um pensamento na cabeça “Queria meu gostoso chupando esse picolé comigo”. Minha boca tava bem geladinha, e imaginava “será que é gostoso chupar assim? Queria sentir aquele picolé entrando e saindo de minha buceta, cheguei em casa encharcada...
Na primeira oportunidade que tive falei sobre o assunto, ele ficou bastante animado e disse que faria tudo que eu quisesse.
Finalmente chegou o dia de nosso encontro, ele foi me pegar em casa e ao nos vermos demos aquele beijo (hummmm como seu beijo é gostoso). A sua língua quando toca a minha, sinto desejo de tirar a roupa e transar ele em qualquer lugar, me dá muito tesão porque eu lembro como ele a usa na minha buceta.
Então ele lembrou que tínhamos que comprar o picolé e começamos a procurar um lugar, já estava tarde e quase tudo fechado, andamos um bocado para achar, ele comprou um  que também é em formato de rola e ainda de chocolate, quer melhor?
Chegamos ao motel, estava louca de vontade de acariciar aquele corpo gostoso, entramos no quarto, trancamos a porta e nos atacamos. Ele foi me arrastando para a cama e me despindo toda, tocando e beijando cada parte que se despia e falava... “Sua safadinha, agora você terá o que quer”! E eu dizia... “Vem meu gostoso, saciar este corpo que tanto esperou para tê-lo novamente”, era nosso segundo encontro e já estávamos morrendo de saudade.
Quando já estava deitada e totalmente nua, meu gostoso pegou o picolé deu uma chupada e enfiou na minha buceta. E falou: picolé de chocolate com gostinho de buceta hum.... enfiou de novo e dessa vez todinho, ai que delicia e ele começou a tirar e botar bem rapidamente e ele se lambuzava todo, não parava de lamber, chupar, beijar e me deixar louca de tesão, eu não conseguia mais saber do que estava tão molhada, se era por causa do picolé ou se era de tanto tesão... 
Até que meteu e saiu só o palito, eu estava em brasas e o picolé lá derretendo com meu calor e ele se deliciando com o caldinho (mistura de chocolate e buceta), tomando tudinho, me levando a loucura, quando metia sua língua em mim eu não conseguia ficar quieta, levantava os quadris e forçava cada vez mais sua língua na minha buceta, senti que ele havia enlouquecido de tesão, quando ele começou a morder meu grelo, chupava como quem toma refrigerante no canudinho, com força.
Tremia meu corpo todo, minhas pernas tremiam e eu mordia minha mão para não gritar, acabei gozando na boca dele, meu tesão era muito intenso. Ele me chamava de putinha, vadia, e quanto mais ele falava assim mais eu gostava. 
Daquele picolé só sobrou o palito...
Quando estáva satisfeito de tomar caldinho ele resolveu colocar sua pica na minha buceta docinha e geladinha. O choque térmico da buceta gelada com o pau quente é delicioso... Depois tirou a pica com gosto de chocolate e deu para eu lamber (Nossa! Delicia!).
Depois voltou a me dar estocadas na buceta até que não agüentou mais e tirou a pica e colocou na minha boca que eu peguei e só soltei quando já havia esporrado todo o seu leite quente misturado com chocolate na minha boquinha.

Nesse dia dormimos juntos ou melhor não conseguimos né, porque fudemos até não agüentar mais, ele me deixou toda assadinha...

Reações: